5 formas de criar uma relação positiva com o seu gatinho

5 formas de criar uma relação positiva com o seu gatinho

Saiba como criar uma relação positiva com seus companheiros felinos!

Cada gatinho tem uma personalidade. Alguns gostam de ficar mais pertinho, nos seguem pela casa, nos recebem à porta, não dispensam um colo. Outros preferem interagir na hora da brincadeira, mas não dispensam uma escovação. Há aqueles que são mais flexíveis em relação a novidades no ambiente e outros, mais reservados. Em todos esses casos, gatos são animais fascinantes e amorosos, que demonstram seu afeto e contentamento de uma forma muito própria. Muitas vezes, sutil. 

Neste post, trago algumas formas simples de tornar sua relação com os felinos mais positiva, tranquila e feliz. E se você ler até o final, vai encontrar uma informação-bônus que preparei!

1.Não force a amizade
Deixe o gato dar o primeiro passo. 

Oferecer um petisco para estimulá-lo a se aproximar pode ser um bom incentivo, mas nunca agarre-o ou force a ficar no seu colo. Deixe que ele cheire sua mão primeiro, evite movimentos bruscos e mostre que ele pode ficar próximo a você e sair quando quiser. Assim, o gatinho vai confiar mais em você. Outra forma de fortalecer o vínculo com o bichano é descobrir seus “pontos fracos”, ou seja, os locais do corpo em que ele mais gosta de ser tocado, como atrás das orelhas, no queixinho e bochechas. 

2.Faça com que ele se sinta o rei do pedaço
Garanta recursos múltiplos e acessíveis.

Comedouros, bebedouros, caixas de areia, arranhadores, tocas e superfícies elevadas são recursos que devem estar bem acessíveis e em quantidade adequada para que seu gatinho se sinta seguro e confiante. Além de múltiplos, os recursos devem estar descentralizados e setorizados. Isso é importante para todos os gatos e especialmente para aqueles que vivem junto com outros animais. Atividades e recursos de enriquecimento ambiental fazem parte desses recursos, hein, não se esqueça! 

3.Aprenda o gatês
Cauda, olhos, orelhas e bigodes são termômetros felinos.

A linguagem corporal do gato pode nos indicar quanto ele está feliz e/ou receptivo ou quando está estressado e/ou com dor, por exemplo. Orelhas para frente, pupilas fechadinhas, cauda e bigodes relaxados podem ser sinais de um gatinho contente, MAS sempre leve em conta a situação/contexto. Em breve, vou trazer mais informações sobre esse tema aqui no Pets da Lets.

4. Encontro marcado com o gato
Reserve momentos para brincar e oferecer atividades que simulam a caça.

Gatos são maquininhas de caça e precisam direcionar esse comportamento predatório de outras formas quando o trazemos para nossas casas. Brinquedos que simulam presas (varinhas, bolinhas e outros) e atividades de enriquecimento ambiental alimentar, que estimula o gatinho a procurar e se esforçar de forma positiva para obter o alimento devem fazer parte da rotina do felino. No caso da brincadeira, reserve pelo menos 40 minutos e distribua em dois ou mais momentos ao longo do dia, sempre que o gatinho estiver mais ativo. Lembre-se de que a “tocaia” é um momento muito apreciado pelos gatos na caçada/brincadeira, mesmo que pareça meio chato para nós. Ao final, ofereça um alimento úmido ou petisco como recompensa pela caça bem sucedida. E para as atividades de enriquecimento alimentar, você encontra muitas ideias no perfil @enriquecimentoambientalfelino e deixe seu gatinho mais feliz gastando pouco ou nada. E lembre-se: cada gatinho deve receber atenção individual ao longo do dia.

5. Traga sempre notícias boas
Apresente novos estímulos de forma gradual e com associação positiva.

Escova, caixa de transporte, cortador de unhas, novos animais, novos humanos: esses são alguns exemplos de estímulos que devem ser apresentados ao gato de forma gradual e sempre com associações positivas (recompensas, a exemplo de um alimento que ele goste muito). A escovação e o corte de unhas são importantes para o bem-estar do gato, e podem se tornar um momento prazeroso e de fortalecimento de vínculo entre vocês. Quanto mais cedo o estímulo for apresentado de forma positiva, melhor.

Dica da Tia Lets

Gatos são muito diferentes dos cães: não abanam o rabo ou lambem nossa cara quando querem demonstrar que estão felizes em nos verem. Mas eles têm várias formas de demonstrar seu afeto:

  • Amassar pãozinho
    Aquela massagem que o gatinho faz em você é a mais pura demonstração de amor
  • Estar sempre no mesmo cômodo
    Mesmo que ele não esteja coladinho, acompanhar você pela casa é uma demonstração de que o gatinho fica contente quando está perto. Inclusive no banheiro.
  • Ronronar
    Um gato pode ronronar por vários motivos, nem todos positivos. Mas um deles é a extrema satisfação em poder se aninhar no seu colo ou ao seu lado, sentindo seu carinho.
  • Dormir no colinho
    Gatos são mesmo dorminhocos, mas isso não significa que “qualquer lugar serve” para dormir. Um dos principais critérios é se sentir seguro. Se ele deita em cima de você, já sabe…
  • Cabeçadinhas
    Além de descolar um carinho gostoso, gatos usam as cabeçadinhas para deixar um pouco mais do cheirinho deles em você.
  • Dançar uma valsa
    Aquele gatinho que anda sempre no meio das suas pernas, quase te derrubando, está querendo ficar pertinho e aproveitar para deixar seu humano com odor de “segurança”.
Comentários do Facebook
Nenhum comentário

Deixe um Comentário